Loja 1 -  Lindóia Shopping loja 111

              (51) 3012-7206        991-716-694

whats.png
whats.png

Loja 2 - Bourbon Shopping Assis Brasil loja 10A

              (51) 3516-1461        991-727-463

whats.png

Loja 3 - Boulevard Assis Brasil loja 57

              (51) 3372-2270        999-268-802

Please reload

Posts Recentes

Meu filho não come frutas, verduras nem legumes

July 4, 2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Alimentação no primeiro ano de vida

  

A correta alimentação, especialmente no primeiro ano de vida, é um fator determinante na saúde do seu bebê: essa fase do desenvolvimento é influenciada por fatores nutricionais que podem determinar a saúde da criança por toda a vida.
Como sabemos, o leite materno é um alimento riquíssimo que supre todas as demandas nutricionais dos bebês até os 6 meses de vida. Nessa fase, não há necessidade de oferecer água, chás e sucos: somente o leite materno!
A Organização Mundial da Saúde recomenda que o aleitamento materno seja mantido até os dois anos de idade. No entanto, a partir dos 6 meses, além do leite materno, seu bebê já necessita que outros alimentos sejam incluídos na sua rotina. É o que chamamos de alimentação complementar.
Na alimentação complementar, o bebê deve ir conhecendo os novos alimentos de forma gradual, começando pelas frutas e papas salgadas. O leite materno deve continuar sendo oferecido. Nessa fase, seu bebê já pode tomar água também (tratada, filtrada e fervida), nos intervalos das refeições.

Veja, abaixo, um exemplo de como pode ser o esquema alimentar das crianças menores de 1 ano:

 

0 - 6 meses:

Somente leite materno

 

6 – 7 meses:

Leite materno
Papa de frutas (1 vez ao dia)
Papa salgada (1 vez ao dia, no almoço)

 

7 – 8 meses:
Leite materno
Papa de frutas (2 vezes ao dia)
Papa salgada (1 vez ao dia, no almoço)

 

8 – 10 meses:
Leite materno
Papa de frutas (1 vez ao dia)
Papa salgada (2 vezes ao dia, no almoço e jantar)

 

10 – 12 meses:
Leite materno
Papa de frutas (1 vez ao dia)
Papa salgada, com alimentos picados (mais sólidos) no almoço e jantar
Nessa fase a criança pode receber a mesma alimentação da família

 

Para a papa salgada:
- Cozinhar bem os alimentos até que fiquem bem macios;
- Amassar os alimentos com garfo. Jamais liquidificar ou passar na peneira: a papa não deve ser líquida ou “rala”. O correto é que a papa fique consistente, na forma de purê, pois assim, irá suprir adequadamente as necessidades energéticas do bebê. Ainda, a papa em forma de purê, faz com que a criança treine os movimentos da língua, exercitando a musculatura facial.
- Na papa salgada é importante conter, pelo menos, um alimento de cada um dos grupos: carnes (gado, frango ou peixe), cereais (arroz, massa, batata, aipim, aveia), hortaliças (cenoura, beterraba, moranga, vagem, chuchu, tomate, couve, espinafre, brócolis) e leguminosas (feijão, lentilha ou ervilha). Pode ser adicionada uma pitada de sal nas papinhas.

 

Para a papa de frutas:
- Não é necessário cozinhar ou assar as frutas;
- As frutas devem ser oferecidas, também, amassadinhas em forma de purê.
- A maioria das frutas está liberada: maçã, banana, melão, mamão, manga, melancia, pêra, laranja, abacate, etc. No entanto, devemos ter maior cuidado com o kiwi e com o morango, pois são frutas que, apesar de muito saudáveis, possuem um potencial alergênico, devendo ser oferecidas somente após os 9 meses de idade;
- É preferível que a criança receba a fruta em si, do que o suco da fruta: na preparação dos sucos, há perda de fibras importantes para a saúde do bebê.

 

Dicas de higiene para preparação das papas:
- Lave bem as mãos com água e sabão antes de iniciar o preparo, e prenda os cabelos;
- Mantenha seus utensílios de cozinha sempre bem limpos;
- Lave muito bem as frutas e verduras;
- Não reaproveite as sobras das papas para oferecer em outro momento. As papas devem ser feitas momentos antes da refeição.

 

Alimentos que NÃO devem ser oferecidos às crianças com menores de 1 ano:
- Mel;
- Refrigerantes, café, chás;
- Produtos industrializados, com corantes e/ou conservantes;
- Alimentos embutidos;
- Alimentos enlatados;
- Doces industrializados;
- Frituras;
- Alimentos com açúcar ou muito salgados.

 

Orientações gerais:
- Nessa fase, a criança está aprendendo a testar novos sabores e textura dos alimentos: faça da refeição um momento agradável e tranquilo;
- A alimentação complementar deve ser oferecida de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e de forma a respeitar o apetite da criança;
- As crianças devem ser estimuladas a comer, nunca forçadas;
- As papas devem ser oferecidas com auxílio de uma colher;
- Ofereça à criança alimentos diversificados ao longo do dia.

 

Lembre-se: uma alimentação variada é colorida e cheia de nutrientes!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload